Outro aumento de impostos será mais um retrocesso para o Brasil e frustrará as expectativas de que 2018 seria melhor do que 2017. A avaliação é do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade.

“Um eventual aumento dos tributos ampliará a recessão, pois retirará recursos do consumo, da produção e da geração de empregos”, disse Andrade ao comentar a possibilidade de o governo federal criar uma nova alíquota de Imposto de Renda para pessoa física e rever desonerações e o Reintegra, programa que restitui parte dos tributos pagos pelos exportadores.

O presidente da CNI destacou que, ao estudar a elevação dos tributos para alcançar a meta fiscal, “o governo dá um sinal errado, na hora errada”.  Ele explica que o aumento das receitas depende do crescimento da economia. Por isso, neste momento, o equilíbrio das contas públicas depende da revisão dos gastos do governo e da implementação de reformas importantes para a economia, como a da Previdência Social.

Robson Andrade lembra que a carga tributária no Brasil está entre as mais elevadas do mundo, o que tira a competitividade das empresas brasileiras e reduz a disposição dos empresários para fazer investimentos. “Mais imposto é sinônimo de menos investimentos e, por consequência, de menos empregos”, acrescenta o presidente da CNI.

Fonte: Portal da Indústria

Por favor, nos siga e compartilhe essa notícia!
LinkedIn0
RSS
Facebook0
Facebook
GOOGLE
SHARE

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.